As Melhores Praias de Belém

Em um país de dimensões continentais como o Brasil, não é exagero afirmar que cada viagem feita no território nacional reserva ao turista uma série de surpresas inesquecíveis.

Para quem adora colocar o pé na areia e mergulhar no mar, a imensidão do litoral de Belém e as condições climáticas favoráveis ajudam a tornar ainda mais tentador o convite para visitar as melhores praias de Belém.

Praia do Pesqueiro: Um dos principais destinos do litoral norte brasileiro, a Ilha do Marajó é o maior arquipélago com características fluviais do mundo e não pode faltar em uma lista com sugestões de lugares para conhecer no Pará. Há pouco mais de dez quilômetros do centro de Soure, a Praia do Pesqueiro possui cerca de quatro quilômetros de extensão e oferece diversos atrativos ao visitante: as águas podem ser doces ou salgadas, as areias são finas e folhas secas cobrem todas as barracas, desenhando um mosaico de uma beleza única. Ideal para a prática de esportes náuticos, uma tarde de relaxamento ou mesmo para uma trilha ecológica, o local também é um convite a todos os que desejam conhecer melhor o cotidiano dos pescadores.

Praia do Atalaia: Banhado pelo oceano Atlântico, o município de Salinópolis é um dos lugares mais visitados durante o veraneio: entre os motivos que justificam a alta procura, está a diversidade da fauna e da flora locais. Ao lado de Farol Velho e Maçarico, a praia do Atalaia é uma das principais da região: em seus mais de 20 km² de extensão, possui águas cristalinas e salgadas que garantem a diversão para pessoas de todas as idades. Conforme a época do ano, as ondas podem chegar a até dois metros de altura, o que transforma o local em um dos mais indicados para a prática de surfe. Tão logo deixem o mar, os turistas ainda podem apreciar a paisagem ao longo de uma caminhada pelas dunas. No fim do passeio, você ainda pode dar um mergulho no Lago da Coca-Cola, assim informalmente batizado por conta da tonalidade escura de suas águas, que se assemelha à da famosa marca de refrigerantes. Mas vale o lembrete: não há nenhum risco para a sua saúde!

Ajuruteua: A região bragantina é mais uma ótima pedida: lá, você encontra várias praias lindíssimas, como a Ajuruteua, uma pequena vila litorânea localizada a 36 quilômetros da cidade de Bragança. O encantamento começa logo na chegada ao local: garças e guarás — que ao final da tarde fazem seu voo magistral — se encarregam de desejar as boas-vindas aos visitantes. Falando nessas aves cuja beleza imponente é realçada pela cor vermelha de suas penas, os guarás elegeram a Ilha da Canela como um de seus principais redutos. Para chegar até lá, prepare-se para um trajeto de barco, que dura cerca de uma hora. Outra espécie presente em abundância na região são os caranguejos. A praia, inclusive, costura um manguezal. Aliás, os mariscos também invadiram a culinária e são servidos de diversas formas: para quem gosta, é um prato cheio!


Ponta da sofia: Gosta de aventura? Se, para você, uma viagem só tem graça quando eleva os seus níveis de adrenalina, preste atenção ao próximo item da nossa lista com sugestões de lugares para conhecer no Pará. A Ponta da Sofia apresenta uma beleza única e de tirar o fôlego: lá, você pode praticar ou ter aulas de kitesurf, stand up paddle, ou surf. A biodiversidade da região é bem peculiar, citando, como exemplo, a presença de estrelas marinhas.





Joanes: Um dos destinos obrigatórios para quem procura desfrutar de uma natureza exuberante, extasiante e quase intocável, Joanes fica a cerca de 17 km de distância de Salvaterra, capital do arquipélago do Marajó. É conhecida por ser uma praia de água doce, com ondas mais amenas. Sua areia é grossa e amarela, oferecendo as condições ideais para os adeptos de uma boa caminhada. Cita-se ainda a abundância de árvores frondosas, como jutairana e taperebá, o que garante que os visitantes sejam devidamente protegidos contra os raios de sol. O pouco movimento vai ao encontro da certeza de que esse lugar parece ter sido “desenhado” especialmente para quem está em busca de sossego. Para completar o cenário acolhedor, a comunidade local é muito amigável e gosta de um bom papo. Por outro lado, isso não significa ausência de infraestrutura. Na extensão da praia de Joanes, bares e restaurantes estão espalhados para garantir que o turista tenha acesso a petiscos e pratos extremamente saborosos enquanto descansa. Não vá embora sem antes provar a Caldeirada de Filhote no restaurante do Salles, uma delícia da qual você não vai esquecer.

Praia de Algodoal: Carinhosamente batizada pelos nativos de Algodoal, por conta da abundância de plantações de algodão de seda, a Ilha de Maiandeua está localizada no município de Maracanã, no Pará. Decidir fazer essa viagem é também uma maneira prática de se “desconectar” do mundo, em tempos em que a tendência é acumular cada vez mais compromissos. Se o seu interesse é deixar de lado o estresse e os problemas do dia a dia, Algodoal é o destino certo! Por se tratar de uma área de preservação ambiental, o progresso da região é moderado. Como não há ruas asfaltadas, a passagem de qualquer veículo motorizado é proibida.

Para ir de um ponto a outro de Algodoal, é preciso colocar o pé na areia ou então embarcar em uma carroça, na condição de passageiro ou guia. Em função disso, não é raro que os cavalos sejam os primeiros seres que os turistas avistam quando chegam ao local. Tamanha tranquilidade se esvai parcialmente após o pôr do sol, quando são montadas barracas na areia da praia de Caixa D’água, que fica a próxima à vila. O silêncio que até então reinava passa a ser quebrado pela música alta, quase sempre um reggae.

Praia Ilha do Amor: Apontada pelo jornal britânico The Guardian como a mais bela praia brasileira em 2009 — ficando, inclusive, à frente de outras mais famosas, como o Arpoador, no Rio de Janeiro — a Praia Ilha do Amor é o cartão-postal da Vila de Alter do Chão, situada a pouco mais de 30 km da cidade de Santarém. À exceção do mês de novembro — período em que a água chega aos seus níveis mais baixos, o que permite que o percurso seja feito a pé —, são necessários barcos para realizar a travessia entre a vila e a Ilha. Cá entre nós, isso já eleva o clima de romance.

O local é ideal para quem quer relaxar ou dar um mergulho, por exemplo. Mas os atrativos da região vão muito além: durante a visita ao balneário, o turista vivencia uma experiência única e inesquecível no coração do rio Tapajós. Suas águas cristalinas se encontram com o líquido barrento que escoa do Rio Amazonas. Ainda assim, elas não se misturam, proporcionando um espetáculo de rara beleza.





Deixe seu comentário