Hospital em Belém seleciona pacientes para cirurgias de catarata

O Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza (Hubfs), da Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém, está realizando neste mês, todos os dias, a triagem dos pacientes para cirurgias de catarata. As avaliações ocorrerão ao longo de junho, para que até a primeira semana de julho os procedimentos cirúrgicos sejam realizados. A expectativa é atingir um total de 300 pessoas que não tenham feito cirurgia de catarata anteriormente.

Para ter acesso ao serviço, o paciente pode se encaminhar ao Hubfs com a carteira de identidade, cópia do comprovante de residência, CPF e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Cerca de 50 profissionais da equipe multiprofissional estão envolvidos na seleção dos pacientes. A ação foi uma iniciativa do Ministério da Saúde, por meio da Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma).

Segundo o coordenador do Serviço de Oftalmologia, o professor Eduardo Braga, a catarata atinge quase metade da população mundial com idade a partir dos 55 anos. A doença é confundida por muitas pessoas com o pterígio, conhecido popularmente como “carne crescida”. Porém, a catarata é uma lesão ocular que atinge e torna opaco o cristalino, lente situada atrás da íris cuja transparência permite que os raios de luz o atravessem e alcancem a retina para formar a imagem.





O médico explica que a cirurgia é segura, rápida e feita sob anestesia local. Durante o procedimento, o cristalino danificado será substituído por uma lente artificial que recuperará a função perdida.

O doutor Braga orienta que a pessoa que não for encaminhada para a cirurgia no Mutirão da Catarata deve procurar atendimento de rotina no Sistema Único de Saúde (SUS), com o objetivo de buscar tratamento das demais patologias diagnosticadas durante o exame realizado no Bettina Ferro.

Serviço

Mutirão de Cirurgia de Catarata no Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza (Hubfs). No Serviço de Oftalmologia do Hubfs, localizado no campus universitário IV da UFPA, rua Augusto Corrêa, acesso pela avenida Perimetral, bairro da Terra Firme, em Belém. A seleção de pacientes será feita todos os dias, no período da manhã e da tarde, ao longo deste mês de junho.

Fonte: G1





Deixe seu comentário