Teatro Margarida Schivasappa Belém

O Teatro Margarida Schivasappa Belém é um teatro brasileiro. Foi inaugurado no dia 26 de fevereiro de 1987 na cidade de Belém, no Pará.

Possui 445 poltronas, área para portadores de necessidades especiais (cadeirantes) com 20 lugares, dois camarotes com dez lugares cada, totalizando 485 lugares. Seu palco é de estilo italiano, piso fixo em ipê, tábua corrida com quarteladas, profundidade de 17,60 m.

A boca de cena possui altura máxima de 7 m e largura de 16,90 m; a coxia tem 6,90 m de largura com 14 m de profundidade; o proscênio tem 3,45 m de profundidade, com largura mínima de 10,20 m e máxima de 16,90 m possui também fosso para orquestra. O urdimento é de ferro, com sistema de funcionamento manual, com altural de 17 m e sete varas elétricas, com capacidade de 600 kg, aproximadamente, por vara. A altura do palco com relação ao piso é de 0,63 cm. O teatro dispõe de sistema central de climatização com cinco camarins, dos quais dois são coletivos, e sistema de sonorização e iluminação próprios.

Teatro no Brasil

O teatro em terras brasileiras nasceu em meados do século XVI como instrumento de catequese dos Jesuítas vindos de Coimbra como missionários e índios. Era um teatro, portanto, com função religiosa e objetivos claros: evangelizar os índios e apaziguar os conflitos existentes entre eles e os colonos portugueses e espanhóis. O primeiro grupo de Jesuítas a desembarcar na Bahia de Todos os Santos, em 1549, era composto por quatro religiosos da comitiva de Tomé de Sousa, entre os quais o padre Manuel da Nóbrega. O segundo grupo de missionários chegou à então Província do Brasil no dia 13 de julho de 1553, como parte da comitiva de Duarte da Costa. No grupo de quatro religiosos estava o jovem José de Anchieta (1534-1597), então com dezenove anos de idade.





A população estimada de 57 mil habitantes era composta por colonos, muitos deles criminosos, e índios em sua maioria de vida nômade. Os jesuítas mantinham os indígenas em pequenas aldeias, isolados de dois terríveis perigos: a vida desregrada e a escravidão impostas pelo homem branco explorador e o consequente retorno ao paganismo. A tradição teatral jesuítica encontrou no gosto dos índios pela dança e pelo canto um solo fértil e os religiosos passaram a se valer dos hábitos e costumes dos silvícolas – máscaras, arte plumária, instrumentos musicais primitivos – para as suas produções com finalidades catequéticas.

Tematicamente, essas produções mesclavam a realidade local (tanto de índios quanto dos colonos) com narrativas hagiográficas (vidas dos santos). Como toda espécie de dominação cultural prescinde um conhecimento da cultura do dominado, o Padre Anchieta seguiu o preceito da Companhia de Jesus que determinava ao jesuíta o aprendizado da língua onde mantivessem missões. Assim, foi incumbido de organizar uma gramática da língua tupi, o que fez com sucesso.

Teatro Margarida Schivasappa Belém Preços

Os preços variam de acordo com os espetáculos escolhidas. Você pode consulta-los acessando o Facebook ou site do local.

Teatro Margarida Schivasappa Belém – Trabalhe Conosco

Se você tem paixão pelo que faz e garra para alcançar seus objetivos, junte-se ao time do Teatro Margarida Schivasappa Belém.  Para alcançar seu objetivo de negócios, a empresa procura os melhores talentos e profissionais que queiram crescer continuamente com a empresa. Você se encaixa neste perfil? Acesse o site da empresa e envie o seu currículo.

Horário de Funcionamento Teatro Margarida Schivasappa em Belém

  • horário varia de acordo com o espetáculo, verifique a programação do Teatro para confirmar o funcionamento.

Endereço e Telefone Teatro Margarida Schivasappa em Belém

  • Av. Gentil Bitencourt, 650 – Batista Campos – Belém – PA
  • Telefone: (91) 3202-4314

Mapa de localização





Deixe seu comentário