Preço da farinha de mandioca bate recorde e continua em alta em Belém

A alimentação básica dos paraenses continua com preços elevados e sendo uma das mais caras do país. Pesquisa realizada pelo Dieese/PA nas feiras e supermercados de Belém e região revelam que o maior reajuste no ano de 2012 ocorreu no preço do quilo da farinha de mandioca, com uma elevação de 90,45%.

E acordo com o Dieese, o preço da farinha em Belém e em todo o Estado do Pará tem oscilado ao longo do tempo, em função de vários fatores, entre os quais as situações de sazonalidade  do produto e também dos fatores ligados a comercialização. Além de continuar em grande parte sendo feita de forma artesanal, a comercialização, em grande parte, da farinha de mandioca em feiras e mercados não é feita pelos produtores, mas sim por atravessadores. Entre o produtor e o consumidor final o preço do quilo da farinha mais do que dobra.

Em 2012, o preço do quilo da farinha teve alta de 90,41%. Este reajuste acumulado, além de ficar bem superior a inflação de 2012, calculada em torno de 6%, foi também o maior aumento entre os produtos da alimentação básica dos paraenses e o maior reajuste no preço da farinha em todo o Brasil.





Em dezembro de 2011, o quilo da farinha comercializado em média na grande Belém a R$ 2,92. Em janeiro de 2012 já custava R$ 2,96; em fevereiro/2012 pulou para R$ 2,97, em novembro de 2012 custava em média R$ 5,32 e fechou 2012 custando, em média, R$ 5,56.

Os preços continuam com aumentos neste mês de janeiro, as pesquisas desta semana encontraram a farinha de mandioca sendo comercializada com preços que estão variando entre R$ 6 e a R$ 7,50.

Fonte: G1

4.8 (95.82%) 67 votos




Deixe seu comentário